Noticias

Governo abre ano letivo 2024 nas escolas da Rede Estadual

Written by Christoper Jackson

Com investimentos recorde e novas escolas de Tempo Integral, com o retorno às salas de aula de cerca de 200 mil estudantes na Rede Estadual de ensino. A cerimônia de abertura do calendário escolar aconteceu na primeira Escola de Tempo Integral da Socioeducação, no Centro Socioeducativo de Atendimento ao Adolescente em Conflito com a Lei (CSE), em Cariacica, com a presença do governador Renato Casagrande.

A unidade é uma das 28 novas escolas, somando um total de 184 unidades com essa oferta de ensino na Rede Estadual. Com um investimento de R$ 2,5 milhões, o Centro Socioeducativo tem como escola de referência o Centro Estadual de Ensino Fundamental e Médio em Tempo Integral (CEEFMTI) Professora Maria Penedo. Ao todo, 90 estudantes serão atendidos nas modalidades de Ensino Fundamental, Médio, Educação Jovens e Adultos (EJA), no primeiro e segundo segmento, além de curso Técnico Integrado ao Ensino Médio em Logística.

“A cada ano estamos ampliando o número de escolas de Tempo Integral, cumprindo o Plano Estadual de Educação e dando mais oportunidades aos nossos alunos. Estamos presentes também na socioeducação com essa integração com o curso técnico. Sendo uma oportunidade para o aluno desta unidade e para sua família terem esperança de reintegração à sociedade. Seguimos ainda com uma parceria forte com os municípios, com o repasse de verbas para os fundos da educação, visando oferecer mais qualidade no ensino das escolas municipais”, afirmou o governador Casagrande.

O secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo, destacou que, desde o ano de 2019, o Governo expandiu o número de escolas em Tempo Integral. “Passamos de 32 unidades para as atuais 184. Hoje vivemos uma conquista que é a primeira escola em Tempo Integral da socioeducação do Espírito Santo. Aqui serão ofertados todos os atrativos que as cerca de 400 escolas ofertam. É a garantia da qualidade e oportunidades para os nossos alunos. Dentro da carga horária de sete horas dos estudos nesta unidade, por exemplo, ofertamos o curso técnico em Logística”, disse.

A secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo, também esteve presente na cerimônia. “Este é mais um avanço do Governo do Estado no sentido de garantir aos jovens, que cumprem medidas sócio educativas, o direito à educação e a profissionalização”, comentou.

O diretor-geral do Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases), Fábio Modesto Filho, celebrou as entregas realizadas durante a solenidade, bem como a escolha do local para celebrar o início do ano letivo estadual. “Hoje é um dia de festa para o Iases, para a educação e para a socioeducação. A nossa realidade é muito diferente do que vivemos em 2018. Saímos de um cenário de caos e, em 2022, nos tornamos referência nacional em vários aspectos. Prova disso é que a nossa taxa de reincidência é de 3% , enquanto que a média nacional é de aproximadamente 20%”, elencou.

Modesto Filho prosseguiu: “Para alcançar esses resultados, contamos com o apoio do Poder Judiciário, da Defensoria Pública, do Ministério Público e da Ordem dos Advogados do Brasil, pois entendemos que o trabalho integrado nos permite dar uma resposta mais rápida e de qualidade. A missão do Iases é promover a educação, a qual transforma a vida de vocês e das suas famílias. Por isso, o investimento na educação facilita o nosso trabalho, bem como o atendimento aos adolescentes e aos familiares e, isso, faz render o trabalho nas unidades.”

Durante o evento, o governador Renato Casagrande realizou a entrega de três novas viaturas para o Iases e também foi inaugurada a nova quadra do Centro Socioeducativo de Atendimento ao Adolescente em Conflito com a Lei (CSE).

Novidades do Ano letivo 2024

Mais 28 escolas passam a atender na modalidade de Tempo Integral, totalizando 184 unidades distribuídas em todos os municípios do Estado. Além disso, outras dez escolas passam a ser certificadas com o selo do Programa Escola do Futuro, completando, assim, as 15 escolas que passam a atender a esta metodologia em 2024.

Com a as novas Escolas do Futuro, municípios do interior do Estado passam a ser contemplados, bem como a cobertura em toda a Grande Vitória. São, portanto, essas as novas escolas certificadas: Dr. Silva Mello, em Guarapari; Bráulio Franco, em Muniz Freire; Honório Fraga, em Colatina; João XXIII, em Barra de São Francisco; Marita Motta, em São Mateus; Nelson Vieira, Viana; Presidente Getúlio Vargas, em Cachoeiro de Itapemirim; Elisa Paiva, em Conceição do Castelo; Emir de Macedo, Linhares; e Gerson Camata, em São Gabriel da Palha.

Elas se somam às cinco unidades de ensino que já eram certificadas: CEEFMTI Pastor Oliveira de Araújo, em Vila Velha; a EEEM Mario Gurgel, em Vila Velha; EEEFM Hunney Everest Piovesan, em Cariacica; a EEEFM Major Alfredo Pedro Rabaioli, em Vitória; e a EEEFM Marinete de Souza Lira, na Serra.

Outra novidade é a ampliação da oferta de vagas para o Programa Intercâmbio Sedu, que disponibilizará 170 bolsas de estudos para os Estados Unidos, Canadá e Chile em 2024. Outra ação que será realizada é o atendimento com curso preparatório para três mil alunos no Pré-Enem.

Os estudantes também passam a contar com o Guia de Oportunidades, que é um caderno com informações sobre diversas oportunidades nas escolas estaduais. O Guia é um instrumento que permite ao estudante explorar interesses e desenvolver habilidades. O material está disponível na versão on-line no site da Sedu e serão entregues algumas versões impressas nas escolas.

Mais novidades estão ligadas ao Programa Educar para a Paz, que promoverá o desenvolvimento de ações relacionadas ao clima escolar; bem como ao Projeto Agente de Integração Escolar, que contará com a contratação de 271 agentes para as ações do Busca Ativa Escolar. Ainda neste contexto, para garantir que o retorno às aulas também conte com investimentos importantes, o Governo do Estado, por meio da Sedu, repassou aos Conselhos de Escola mais de R$ 216 milhões, por meio do Programa Estadual de Gestão Financeira Escolar (Progefe), para ser aplicado na manutenção da rede física escolar e no aprimoramento do processo de ensino-aprendizagem.

About the author

Christoper Jackson

Leave a Comment